segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Último post romântico do ano (espero)

O coração sangra e dói. O engraçado (ou triste) de tudo é que ele sofre pela coisa que ultimamente me dá mais prazer: você.

É estranho e boa a sensação de te ver todo dia, pegar nem que seja por um minuto na sua pele alva e escutar você falar oi. Ao mesmo tempo que meu peito se enche de felicidade, ele sofre, e chora o meu coração, ao perceber que tudo não passa de mero acaso e, talvez, de um pouco de ilusão.

Sim, é ilusória a minha visão. Tento tanto te ver como alguém que retribui isso que tenho engasgado, que acabo vendo. Engano-me? Decerto. Porém é o engano de um coração que sofre, mas que se alegra. E tudo por uma única causa.

Canso deste amor unilateral. Certo que meu gostar é tão grande que vale por nós dois, provavelmente. Mas não dá pra aceitar uma situação desta, sobretudo por uma pessoa que pode ser amada ao máximo, mas parece sempre escolher o mínimo.

Não sei o que faço. Espero que, ao perceber que não te olho mais ou não caio em seus braços como antes, não pense que eu deixei de tanto te gostar. Apenas tentei gostar um pouco mais de mim.







Sim, infelizmente eu estou apaixonada. Eu não queria. E agora tento livrar-me deste sentimento.

1 Comment:

Luisa said...

Até uma semana atrás eu me sentia exatamente assim. Depois percebi que a paixão não era tão unilateral assim...
Torço para que o mesmo aconteça contigo ou que desencane logo, por mais que eu saiba que essas coisas não são fáceis! beeijo.